sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Onde está meu amor?

Alguém que esta distante, lê estas palavras neste exato momento, e sabe que é para ela que escrevo, por isso sorri! imagino este sorriso iluminando seu rosto lindo como verão, deixando sua face corada, seu coração mais acelerado e apaixonado. A distância é fria e nos separa, mas o pensamento nos une, o beijo nos aquece, o amor nos dá a paz, e o tempo tudo resolverá. Quero que saibas que penso em ti a todo momento, que és parte do que me faz forte. Se pudesse me ouvir, agora, ouviria exatamente estas palavras: AMO VOCÊ!!! TEXTO DE JS CARVALHO.

Frases

“Mais inteligente é abandonar certas questões do que procurar desemaranhá-las".
(Sêneca)

"Há grandes homens que fazem com que todos se sintam pequenos. Mas o verdadeiro grande homem é aquele que faz com que todos se sintam grandes."
(Gilbert Keith Chesterton, escritor inglês)

"Não olhes para longe, despreocupando-se do que tens perto."
(Eurípedes)

“Os grandes navegadores devem sua reputação aos temporais e às tempestades.”
(Epicuro)

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Quanto Vale a Vida - Engenheiros do Hawaii

Quanto vale a vida de qualquer um de nós? Quanto vale a vida em qualquer situação? Quanto valia a vida perdida sem razão? Num beco sem saída, quando vale a vida? São segredos que a gente não conta São contas que a gente não faz Quem souber quanto vale, fale em alto e bom som Quantas vidas vale o tesouro nacional? Quantas vidas cabem na foto do jornal? Às sete da manhã, quanto vale a vida Depois da meia-noite, antes de abrir o sinal? São segredos que a gente não conta (Faz de conta que não quer nem saber) Quem souber, fale agora ou cale-se para sempre Quanto vale a vida acima de qualquer suspeita? Quanto vale a vida debaixo dos viadutos? Quanto vale a vida perto do fim do mês? Quanto vale a vida longe de quem nos faz viver? São segredos que a gente não conta São contas que a gente não faz Coisas que o dinheiro não compra Perguntas que a gente não faz: Quanto vale a vida? Nas garras da águia Nas asas da pomba Em poucas palavras No silêncio total No olho do furacão Na ilha da fantasia Quanto vale a vida? Quanto vale a vida na última cena Quando todo mundo pode ser heróI? Quanto vale a vida quando vale a pena? Quanto vale quando dóI? São coisas que o dinheiro não compra Perguntas que a gente não faz: Quanto vale a vida?

quinta-feira, 2 de março de 2017

Dedicatória - Livro Esconde-Esconde do Dr. James Dobson

"Dedico este livro com o mais profundo respeito a meu pai, cuja influência em minha vida foi profunda. Observei-o de perto durante toda a minha infância, e ele nunca me desapontou. Nenhuma só vez eu o vi comprometendo suas convicções íntimas e ética pessoal. Assim, os seus valores tornaram-se meus valores e a sua vida traçou o caminho da minha. Agora devo esforçar-me por ser considerado digno pelos dois pequeninos que me chamam de papai".

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Para refletir

Se você pudesse, literalmente, comer suas próprias palavras, você seria alimentado ou envenenado? Devemos sempre nos policiarmos, para que tudo aquilo que saia de nossas bocas seja somente para edificação de alguém, o mundo já está cheio de maldades, não sejamos mais um a propagá-las.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

3 coisas que aprendi

"Imaginem uma grande explosão ao subirmos 920 metros. Imaginem um avião cheio de fumaça. Imaginem um motor fazendo clack, clack, clack, clack, clack, clack, clack. Parece assustador. Bom, eu estava em um assento especial naquele dia. Meu assento era o 1D. Eu era o único que podia falar com os comissários de bordo. Então eu logo olhei para eles, e eles disseram, “Está tudo bem. Provavelmente colidimos com um pássaro." O piloto já tinha virado o avião de volta, e não estávamos muito longe. Podíamos ver Manhattan. Alguns minutos mais tarde, três coisas aconteceram ao mesmo tempo. O piloto alinha o avião com o Rio Hudson. O que não é a rota normal. Ele desliga os motores. Agora imaginem estar em um avião sem barulho. E então ele diz 3 palavras – as 3 palavras mais impassíveis que já ouvi. Ele diz, “Preparem-se para o impacto.” Não precisei mais falar com a comissária de bordo. Eu podia ver nos olhos dela, era terror. A vida acabou. Agora eu quero compartilhar com vocês 3 coisas que descobri sobre mim naquele dia. 1) Entendi que tudo muda em um instante. Nós temos esta lista de desejos para antes de morrer, temos estas coisas que queremos fazer na vida, e pensei em todas as pessoas que eu queria entrar em contato, todas as cercas que queria ter consertado, todas as experiências que queria ter e que nunca tive. Quando eu pensei sobre isso depois, Eu inventei um ditado, que diz, “Coleciono vinhos ruins”. Porque se o vinho está a disposição e a pessoa está ali, eu abrirei. Não quero adiar mais nada na vida. E aquela urgência, aquela intenção, realmente mudou a minha vida. 2) A segunda coisa que aprendi naquele dia – e isto foi enquanto evitávamos a Ponte George Washington, o que não foi por muito – eu pensei, nossa, eu tenho um grande arrependimento. Vivi uma boa vida. Em minha própria condição humana e erros, tentei ficar melhor em tudo que tentei fazer. Mas em minha condição humana, eu também deixo meu ego controlar. E me arrependi de perder tempo com coisas desnecessárias com pessoas que são importantes para mim. E pensei sobre meu relacionamento com minha mulher, com meus amigos, com as pessoas. E depois, enquanto refletia sobre isso, eu decidi elminar a energia negativa da minha vida. Não é perfeito, mas está bem melhor. Não tive uma briga com minha mulher há 2 anos. É uma sensação ótima. Já não tento mais estar certo; eu prefiro ser feliz. 3) A terceira coisa que aprendi – e isto é como se fosse seu relógio mental contando “15,14,13”. Dava para ver a água vindo. Eu pensei, “ Por favor, explode.” Eu não quero que essa coisa se parta em 20 pedaços como já viram em documentários. E enquanto estávamos caindo, tive uma sensação de que, nossa, morrer não é assustador. É como se estivéssemos nos preparando para isso durante nossas vidas. Mas era muito triste. Eu não queria ir; eu amo a minha vida. E aquela tristeza emoldurada em um pensamento, é que eu só desejo uma coisa. Eu apenas desejo ver os meus filhos crescerem. Um mês depois, fui ver minha filha no teatrinho da escola dela – primeira série, sem muito talento artístico... ... ainda. E eu grito, eu choro, como uma criança pequena. E tudo isto fazia sentido para mim. E entendi naquele momento, que ao ligar esses dois pontos, que a única coisa importante na minha vida é ser um grande pai. Sobretudo, sobretudo, o único objetivo que tenho na vida é ser um bom pai. Foi-me dado um milagre de presente, de não morrer naquele dia. E ganhei um outro presente, que foi ser capaz de olhar no futuro e voltar e viver uma vida diferente. Desafio todos vocês que vão voar hoje, a imaginarem a mesma coisa acontecendo com o seu avião – e por favor não – mas imaginem, como vocês mudariam? O que fariam que estão esperando para fazer porque acham que vão ficar aqui para sempre? Como mudariam os seus relacionamentos e as suas energias negativas? E mais que tudo, estão sendo os pais melhores possíveis? " RIC ELIAS.

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Frases

Tudo aquilo que o homem ignora, não existe para ele. Por isso o universo de cada um resume-se no tamanho do seu saber. Albert Einsten

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Se alguém te Procurar...

Com frio… É porque você tem o cobertor. Com alegria… É porque você tem o sorriso. Com lágrimas… É porque você tem o lenço. Com versos… É porque você tem a música. Com dor… É porque você tem o curativo. Com palavras… É porque você tem a audição. Com fome… É porque você tem o alimento. Com beijos… É porque você tem o mel. Com dúvidas… É porque você tem o caminho. Com orquestras… É porque você tem a festa. Com desânimo… É porque você tem o estimulo. Com fantasias… É porque você tem a realidade. Com desespero… É porque você tem a Serenidade. Com entusiasmo… É porque você tem o brilho. Com segredos… É porque você tem a cumplicidade. Com tumulto… É porque você tem a calma. Com confiança… É porque você tem a força. Com medo… É porque você tem o AMOR!!! Ninguém chega até VOCÊ por acaso, há uma responsabilidade nas mãos de quem é procurado, corresponda entregando o que esperam de você. Cuide para não frustar quem te procura. Faça tudo que estiver ao seu alcance quando alguém te procurar, pode ser que você seja a sua única esperança.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Cacique Seattle

"O grande chefe de Washington mandou dizer que quer comprar a nossa terra. O grande chefe assegurou-nos também da sua amizade e benevolência. Isto é gentil de sua parte, pois sabemos que ele não necessita da nossa amizade. Nós vamos pensar na sua oferta, pois sabemos que se não o fizermos, o homem branco virá com armas e tomará a nossa terra. O grande chefe de Washington pode acreditar no que o chefe Seattle diz com a mesma certeza com que nossos irmãos brancos podem confiar na mudança das estações do ano. Minha palavra é como as estrelas, elas não empalidecem. Como pode-se comprar ou vender o céu, o calor da terra? Tal idéia é estranha. Nós não somos donos da pureza do ar ou do brilho da água. Como pode então comprá-los de nós? Decidimos apenas sobre as coisas do nosso tempo. Toda esta terra é sagrada para o meu povo. Cada folha reluzente, todas as praias de areia, cada véu de neblina nas florestas escuras, cada clareira e todos os insetos a zumbir são sagrados nas tradições e na crença do meu povo. Sabemos que o homem branco não compreende o nosso modo de viver. Para ele um torrão de terra é igual ao outro. Porque ele é um estranho, que vem de noite e rouba da terra tudo quanto necessita. A terra não é sua irmã, nem sua amiga, e depois de exauri-la ele vai embora. Deixa para trás o túmulo de seu pai sem remorsos. Rouba a terra de seus filhos, nada respeita. Esquece os antepassados e os direitos dos filhos. Sua ganância empobrece a terra e deixa atrás de si os desertos. Suas cidades são um tormento para os olhos do homem vermelho, mas talvez seja assim por ser o homem vermelho um selvagem que nada compreende. Não se pode encontrar paz nas cidades do homem branco. Nem lugar onde se possa ouvir o desabrochar da folhagem na primavera ou o zunir das asas dos insetos. Talvez por ser um selvagem que nada entende, o barulho das cidades é terrível para os meus ouvidos. E que espécie de vida é aquela em que o homem não pode ouvir a voz do corvo noturno ou a conversa dos sapos no brejo à noite? Um índio prefere o suave sussurro do vento sobre o espelho d'água e o próprio cheiro do vento, purificado pela chuva do meio-dia e com aroma de pinho. O ar é precioso para o homem vermelho, porque todos os seres vivos respiram o mesmo ar, animais, árvores, homens. Não parece que o homem branco se importe com o ar que respira. Como um moribundo, ele é insensível ao mau cheiro. Se eu me decidir a aceitar, imporei uma condição: o homem branco deve tratar os animais como se fossem seus irmãos. Sou um selvagem e não compreendo que possa ser de outra forma. Vi milhares de bisões apodrecendo nas pradarias abandonados pelo homem branco que os abatia a tiros disparados do trem. Sou um selvagem e não compreendo como um fumegante cavalo de ferro possa ser mais valioso que um bisão, que nós, peles vermelhas matamos apenas para sustentar a nossa própria vida. O que é o homem sem os animais? Se todos os animais acabassem os homens morreriam de solidão espiritual, porque tudo quanto acontece aos animais pode também afetar os homens. Tudo quanto fere a terra, fere também os filhos da terra. Os nossos filhos viram os pais humilhados na derrota. Os nossos guerreiros sucumbem sob o peso da vergonha. E depois da derrota passam o tempo em ócio e envenenam seu corpo com alimentos adocicados e bebidas ardentes. Não tem grande importância onde passaremos os nossos últimos dias. Eles não são muitos. Mais algumas horas ou até mesmo alguns invernos e nenhum dos filhos das grandes tribos que viveram nestas terras ou que tem vagueado em pequenos bandos pelos bosques, sobrará para chorar, sobre os túmulos, um povo que um dia foi tão poderoso e cheio de confiança como o nosso. De uma coisa sabemos, que o homem branco talvez venha a um dia descobrir: o nosso Deus é o mesmo Deus. Julga, talvez, que pode ser dono Dele da mesma maneira como deseja possuir a nossa terra. Mas não pode. Ele é Deus de todos. E quer bem da mesma maneira ao homem vermelho como ao branco. A terra é amada por Ele. Causar dano à terra é demonstrar desprezo pelo Criador. O homem branco também vai desaparecer, talvez mais depressa do que as outras raças. Continua sujando a sua própria cama e há de morrer, uma noite, sufocado nos seus próprios dejetos. Depois de abatido o último bisão e domados todos os cavalos selvagens, quando as matas misteriosas federem à gente, quando as colinas escarpadas se encherem de fios que falam, onde ficarão então os sertões? Terão acabado. E as águias? Terão ido embora. Restará dar adeus à andorinha da torre e à caça; o fim da vida e o começo pela luta pela sobrevivência. Talvez compreendêssemos com que sonha o homem branco se soubéssemos quais as esperanças transmite a seus filhos nas longas noites de inverno, quais visões do futuro oferecem para que possam ser formados os desejos do dia de amanhã. Mas nós somos selvagens. Os sonhos do homem branco são ocultos para nós. E por serem ocultos temos que escolher o nosso próprio caminho. Se consentirmos na venda é para garantir as reservas que nos prometeste. Lá talvez possamos viver os nossos últimos dias como desejamos. Depois que o último homem vermelho tiver partido e a sua lembrança não passar da sombra de uma nuvem a pairar acima das pradarias, a alma do meu povo continuará a viver nestas florestas e praias, porque nós as amamos como um recém-nascido ama o bater do coração de sua mãe. Se te vendermos a nossa terra, ama-a como nós a amávamos. Protege-a como nós a protegíamos. Nunca esqueça como era a terra quando dela tomou posse. E com toda a sua força, o seu poder, e todo o seu coração, conserva-a para os seus filhos, e ama-a como Deus nos ama a todos. Uma coisa sabemos: o nosso Deus é o mesmo Deus. Esta terra é querida por Ele. Nem mesmo o homem branco pode evitar o nosso destino comum."

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Frases

Não é senão depois de terem vagado por muito tempo no meio dos erros mais funestos, depois de terem exposto mil vezes a própria liberdade e a própria existência, que cansados de sofrer, reduzidos aos últimos extremos, os homens se determinam a remediar os males que os afligem. (Beccaria)